Reflexões

Altamira 2

Cérebro criativo – 1

Esses primitivos sobreviveram nas condições mais criticas. O deserto, geleira, fome, os perigos, caminharam pelo planeta, e nesses milhares de anos fizeram a maior revolução. Criar é seu destino!

“Seu cérebro criativo pode levá-lo a descobrir uma maneira nova e melhor de lidar com alguns aspectos de seu trabalho. Pode ajudá-lo a expressar sua experiência de vida de uma maneira que inspire ou eduque outras pessoas. Você pode usá-lo ainda para assegurar que as melhores tradições do passado sejam incorporadas ao futuro ou para acrescentar beleza ao ambiente. O cérebro criativo pode até remodelar sua visão sobre a aposentadoria, de modo que você continue a crescer e prosperar ao longo das décadas que tem pela frente. Não há realmente limite para o potencial do cérebro criativo…” Shelley Carson

Sergio Bernardo

——————————————————————————–

Caminho seguro

A experiência de caminhar com outras pessoas no labirinto proporciona novas descobertas. Em dezembro participamos da meditação no labirinto de Chartres, em tecido, orientação Dr. Afonso, e com pessoas que encontrei pela primeira vez. Uma com passo lento, outro mais acelerado, num quadrante caminho ao lado de quem não conheço e tão perto que não seria possível na cidade. No fim da curva nos separamos, vou de encontro a dois outros e cruzamos num espaço que só cabe um e não trombamos, no centro silencio. Descobrimos o beneficio de caminhar juntos, sem armaduras e estar em Paz!

Sergio Bernardo

——————————————————————————

A Preguiça

Dr. Dráuzio Varella

A preguiça para movimentar o esqueleto não é privilégio de nossa espécie: nenhum animal adulto gasta energia à toa. No zoológico, você jamais encontrará uma onça dando um pique aeróbico, um gorila levantando peso, uma girafa galopando para melhorar a forma física. A escassez milenar de alimentos na natureza fez com que os animais adotassem a estratégia de reduzir o desperdício energético ao mínimo.

A necessidade de poupar energia moldou o metabolismo de nossa espécie de maneira tal, que toda a caloria ingerida em excesso será armazenada sob a forma de gordura, defesa do organismo para enfrentar as agruras dos dias de jejuns prolongados, que porventura possam ocorrer.

Por causa dessas limitações biológicas, se você é daquelas pessoas que espera a visita da disposição física para começar a fazer exercícios com regularidade, desista. Ela jamais virá. Disposição para sair da cama todos os dias, calçar o tênis e andar até o suor escorrer pelo rosto, nenhum mortal tem. Ou você encara a atividade física com disciplina militar, ou esqueça dela. Na base do quando der eu faço, nunca dará.

————————————————————————————————

Educando o olhar…

Um dos aspectos mais importantes da relação do homem com o Labirinto é a oportunidade de interiorização. Isso nos nossos dias significa muita coisa, uma vez que o homem moderno se encontra cada vez mais afastado da sua essência, além de ter seus sentidos materializados ao extremo.  A interação e meditação no labirinto proporciona gradativamente uma nova forma de ver, ouvir e sentir o meio ambiente que o cerca.

Gostaríamos de convidar os nossos leitores ao desafio de observar o que há de beleza em seu entorno. Aquelas belezas pelas quais passamos correndo, na agitação do dia-a-dia e não vemos. Preste atenção, fotografe, você pode se surpreender! Damos aqui a nossa contribuição.

————————————————————————————————

” O Minotauro era um grande monstro, nascido na família do rei de Creta, o poderoso governante conhecido como Minos, e a mulher dele, a rainha Parsifae. Ele era metade homem, metade touro, e tinha o apetite de dez animais selvagens. Dizem que o Minotauro nasceu do encontro ilícito de Parsifae com um deus, ou pior, com um grande touro branco. É possível que isso tenha sido má interpretação de homens repressivos que não eram capazes de compreender os grandes mistérios dos antigos. A rainha Parsifae deve ter sido uma sacerdotisa da lua e encarnação do sagrado feminino, e seu acasalamento com um sacerdote, disfarçado de touro para representar o sagrado masculino, foi a encenação de um ritual que tem sido considerado um mistério místico desde os primórdios da humanidade: o ritual da união das energias masculina e feminina, necessário para o equilíbrio da vida na Terra” – do livro “O Livro do Amor – O legado de Maria Madalena”, de Kathleen McGowan

x x x x x x x x x x x x x x x x x x

CAMINHO SAGRADO

“Sua vida é um caminho sagrado. Caminho que tem a ver com mudança, crescimento, descoberta, movimento, transformação, expansão contínua da visão daquilo que é possível, fortalecimento da alma; aprender a ver clara e profundamente, ouvir a intuição, encarar desafios corajosamente a cada passo da jornada. Você está no caminho…exatamente onde deveria estar neste momento… E daqui, você só pode ir em frente, modelando a história de sua vida num magnifico conto de triunfo, de cura da coragem, da beleza, da sabedoria, do poder, da dignidade e do amor”.           Caroline Adams

x x x x x x x x x x x x x x x x x x x

FOCAR EM SI MESMO

LABIRINTO E INTERIORIZAÇÃO

Traçar uma meta, seguir um caminho, atingir um objetivo, focar-se. Esses são conselhos úteis aplicáveis à vida e principalmente à uma trajetória de sucesso de conquistas profissionais. Dificilmente o indivíduo nasce com todas estas habilidades. Antes, elas são desenvolvidas, fruto do empenho e da disciplina.

Mas, e se houvesse um instrumento simples e ao mesmo tempo complexo, cheio de significado, que ajudasse o homem a focar-se em si mesmo, em busca da conquista mais fundamental de sua existência, a do EU interior? Pois este instrumento existe e chama-se LABIRINTO.

É preciso compreender que não se trata de um dédalo, geralmente chamado de labirinto, que é aquele espaço de confusão, cheio de becos sem saída! Ao contrário, o Labirinto tem um caminho único, rumo ao centro. O caminho que leva ao centro é o caminho da saída.

É preciso querer percorrer o caminho do labirinto, despojar-se de tudo o que é exterior e simplesmente CAMINHAR rumo ao centro, num percurso que se alterna entre direita e esquerda. Devagar e lentamente, cada um vivencia uma experiência, cujo ápice é o centro. É certo que aquele que entrou, não é o mesmo que sai. Alguma percepção, insight ou transformação ocorre.

Um traçado, um caminho, uma transformação interior. Essa prática simples pode ser realmente transformadora. Procure conhecer mais sobre a simbologia e o uso do labirinto no mundo.

 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x

“O labirinto é um grande amplificador que atua sobre setores de nossas vidas que costumam estar inconscientes, fazendo-os vir a tona; assim, caminhar por um labirinto pode trazer revelações únicas, de grande intensidade e valor. Caminhar por um labirinto equivale a olhar para dentro de si.”

  Helen Raphael Sands

“O labirinto é totalmente conhecido, temos apenas de seguir o fio da meada deixado pelo herói. E onde pensávamos encontrar algo horrendo, vamos encontrar um deus”. 

Joseph Campbell

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s